Carregando...
jornada-de-compra

4 dicas para montar a jornada de compra do cliente

Montar a jornada de compra do cliente é, basicamente, traçar todo o caminho que a pessoa fará até comprar de você.

Para estrutura-la, é preciso entender o comportamento do consumidor, conhecer muito bem a persona, organizar informações e encontrar o momento certo para se conectar com ele e fazer a venda.

Pode parecer uma tarefa complicada e um trabalho apenas para grandes empresas. Mas não é bem assim.

A transformação digital proporciona diversas maneiras de se conectar com o cliente. Também é possível mapear as ações e entender mais a fundo qual o perfil das pessoas que compram de você.

Isso torna a estruturação da jornada algo bem mais simples.

Antes de seguir com a leitura, clique aqui para ler nosso artigo mais aprofundado sobre o que é a jornada de compra do cliente e porque você precisa entende-la agora.

Dessa vez, o objetivo é te auxiliar a criar a estrutura certa desse fluxo. Confira abaixo 4 dicas para montar a jornada.

1 – Idealize a sua persona

O início do processo consiste em conhecer a fundo quem é o seu público consumidor.

Logo, estruturar as personas é uma tarefa indispensável. Essa é uma das ferramentas que você utilizará para guiar todas as suas ações.

Criar uma persona se baseia em desenvolver uma descrição semi ficcional. O objetivo é bem claro: representar o perfil dos seus clientes.

Para fazer isso de maneira mais assertiva, comece respondendo as perguntas que listamos abaixo:

  • O que o seu cliente busca?
  • Quais são as suas preferências?
  • Quais são os hábitos diários dele?
  • Quantos anos tem?
  • Qual é o poder aquisitivo dele?

Ao reunir características como essas, você conseguirá traçar um perfil próximo dos seus clientes.

O próximo passo será estabelecer todas essas informações para, então, planejar as suas ações.

2 – Organize as informações

Após a coleta de dados e formação das personas, é hora de organizar as informações.

Ao reunir todo o material que você possui sobre o seu cliente, será mais fácil apontar quais caminhos seguir para estruturar a jornada de compra.

Não se esqueça de também acrescentar as informações específicas do seu negócio.

Quais são os pontos de contato com o consumidor? Como a minha empresa se conecta com ele? Quem são os responsáveis por transmitir os conceitos da marca para o cliente? Como o cliente consome o meu produto? O que influencia na compra?

Procure unir todo o conhecimento da sua empresa sobre o consumidor em um local de fácil acesso. Isso é recomendado para que todos os colaboradores que fazem parte do processo consigam acessa-los para tirar dúvidas e preparar as ações.

3 – Monte uma estratégia

Com todas as informações necessárias organizadas e em mãos, chega o momento de traçar a sua estratégia.

É aqui que você planejará a estruturação da jornada de compra do cliente.

Normalmente, uma jornada conta com 4 etapas básicas: aprendizado e descoberta; reconhecimento do problema, consideração da solução; decisão de compra.

Em cada uma das etapas, suas ações irão para um objetivo diferente.

No momento de Aprendizado e Descoberta, o potencial cliente ainda não tem em mente que possui um problema a ser resolvido. Por isso, cabe à sua empresa conquistar a atenção dele e direcioná-lo para a próxima fase: Reconhecimento do Problema.

Na segunda etapa você estará lidando com pessoas que já estão buscando o seu produto ou algo semelhante. Aqui, o objetivo é mostrar como você pode ajuda-lo a resolver essa busca.

O próximo passo é convencer o cliente de que o que ele busca é realmente o que ele precisa. Não à toa a 3ª fase é conhecida como Consideração da Solução.

Ao influenciar a pessoa, você a aproximará da Decisão de Compra, nossa 4ª e última fase da jornada.

Enfim chega a hora de mostrar para o consumidor que a sua empresa oferece o produto que ele precisa e possui as melhores condições para atende-lo.

4 – Faça testes e otimize a jornada do seu cliente

Testar é fundamental para garantir os melhores resultados.

Ao traçar uma estratégia, você está idealizando as ações e a resposta do consumidor. No entanto, nem sempre ele responderá da maneira que você planejou.

Por isso é tão importante fazer testes e estar sempre analisando os dados.

Uma ação voltada para clientes na 2ª etapa da jornada pode acabar não funcionando bem. Nem por isso você precisa descartar a ideia.

Tente adapta-la e entender qual foi o feedback do seu consumidor. Só assim você passará a entende-lo melhor e entregar uma experiência ainda mais satisfatória a ele.

Existe uma fase após a jornada de compra do cliente?

Sim! Afinal, a jornada não termina quando a venda é feita.

As empresas que mais crescem buscam firmar um relacionamento saudável com o consumidor. Isso proporciona novas compras e uma boa reputação de marca, que será promovida por um cliente satisfeito.

Definitivamente, compreender que acompanhar a jornada é um fator determinante para conquistar mais clientes.

Ficou com alguma dúvida? Acesse nosso artigo que explica mais a fundo sobre o que é a jornada de compra do cliente e porque você precisa entende-la agora.